quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Resenha - Mudanças

 O que esperar das férias: Apenas sorrisos e felicidade?

 Verônica via Jonatas como o príncipe encantado até descobrir que ele a traiu. Sua mente entra em

colapso, seu mundo desaba. A garota nunca se sentiu tão vulnerável, e é nesse cenário crítico da sua adolescência que ela conhece Carlos, alguém misterioso que a defende do seu idiota ex-namorado.
 O garoto logo começa a mexer com os sentimentos de Verônica, mas Carlos vê que para poderem ter qualquer tipo de relacionamento, até mesmo como amigos, ela ainda tem de mudar, crescer. E para isso ela deverá aprender o verdadeiro valor dos sentimentos, amizades, dores e amores.




Autora: L.L. Alves
Editora: Modo
Ano: 2014
Páginas: 188

 A história narrada em terceira pessoa, sempre pelo ponto de vista de Verônica, trata de assuntos da adolescência, e tais assuntos são abordados por meio do romance entre Carlos e Verônica (que assuntos são esses? Como são abordados? Calma, você já vai entender). A garota não entende o por que dos dois não poderem ficar juntos, mas ao mesmo tempo ela tem medo de se envolver, e principalmente se envolver tão cedo com alguém que mal conhece, levando em conta seu péssimo fim de namoro com Jonatas.
 Já Carlos parece guardar um segredo, algo que Verônica tem de saber, porém no momento certo. E esse momento parece nunca chegar (tanto para mim quanto para Verônica).

 Mudanças é bem realista na questão adolescência. A própria autora chama sua protagonista de "aborrecente", se referindo a como ficamos chatos nessa fase. Quando adolescentes vivemos de pequenos momentos que se tornam uma VIDA, principalmente com o que é ruim. E isso foi muito explorado já que Verônica tem todos esses momentos adolescentes, o amor, a raiva, o medo, a tristeza, a alegria, tudo isso preenche a vida dela de uma forma muito intensificada.

 Inúmeras vezes fiquei irritadíssimo com a mãe de Verônica, meu Deus aquela mulher me tira do sério. A mulher passa o livro todo reclamando e falando mal da filha, não dá um credito sequer pra ela, mesmo quando tudo o que a garota mais precisa é de um colo, um carinho, a mãe ainda é carrasca. Mesmo que eu tivesse dó de Verônica nesses momentos ainda assim diversas vezes a minha vontade foi me jogar no livro e enforcar essa garota até ela ficar roxa. Principalmente quando ela tratava Carlos mal que sempre estava ali tentando conforta-lá.

 Algo que me encantou muito foi como a L.L. Alves conseguiu expor que algumas pessoas acabam se tornando caminhos na vida de outras, como Carlos ajudou Verônica a evoluir e amadurecer, deixar de ser uma pessoa tão dependente e controlar melhor seus próprios sentimentos.

 Caso você pensou que esse é mais um romance água com açúcar muito se enganou, já que a história é toda composta por essas nuances da adolescência que evidência drama, amor, e até mesmo uma pitada muito saborosa desse tempero chamado suspense! Mas eu não darei spoilers sobre o livro.

 Ao todo o livro é bom demais, não tem do que reclamar (a não ser pelas vezes em que quis matar a Verônica e sua mãe, essas duas...). Na minha opinião esse é um livro recomendado para todos, que não somente nos entretém como também nos propõe sermos menos chatos, a relevar sobre certos assuntos. Por isso lá vai a moral da história (ou pelo menos a minha visão da moral): tudo na vida tem dois lados, saiba aproveite o melhor deles. Caso Verônica não tivesse sofrido com Jonatas provavelmente não conheceria Carlos.

 Espero que você se encante com "Mudanças" tanto quanto me encantei. Caso já tenha lido, por favor, me conte a sua experiência aqui em baixo nos comentários!






Um comentário:

L. L. Alves disse...

Oi, Raphael! Meu Deus, como amei tua resenha!! Adorei os pontos que você abordou, mesmo sem dar spoilers rs *-* E convenhamos, tenho razão em falar que a Verônica é "aborrecente" né? kkkk

Obrigada mesmo por todo o apoio! Beijão