quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Resenha - Divergente

 Em um futuro distópico a sociedade de Chicago foi dividida em 5 facções: Erudição, culpavam a ignorância;
Amizade, culpavam a guerra; Franqueza, culpavam as mentiras; Audácia, culpavam a covardia; e a Abnegação culpava o egoísmo, e é nessa facção que encontramos nossa protagonista, Beatrice Prior. Com 16 anos ela e seu irmão Caleb estão prestes a fazer seus testes de aptidão, que define qual a melhor a facção para se tornar membro.
 Quando a garota realiza seu teste o resultado é inconclusivo, classificados pela sociedades como divergentes, um risco a sociedade, porém Beatrice tem a chance de esconder sua divergência, e então ela faz sua escolha, Audácia, ela decide mudar de facção, pois não se achava altruísta o suficiente para sua antiga facção.
 Logo em seu primeiro dia Tris, o nome que escolheu ao entrar na facção, tem de pular de um trem em movimento e em seguida de um prédio, e mesmo assim sobrevive.
 A vida na audácia não é nada fácil, e o pior: Tris ainda não se libertou totalmente de sua antiga facção, o que a machuca cada vez que a Erudição publica um novo artigo tentando difamar e derrubar a Abnegação, ela sabe muito bem que tipo de pessoas são seus pais e a sociedade em que viveu durante 16 anos são.
 A cada dia seus instrutores, Quatro e Eric lhe apresentam um novo risco, uma nova forma de intensificar sua coragem.
 Ela sabe veemente que não pode confiar em Eric, pois para chegar ao seu objetivo ele não se importa de passar por cima de quem for. Já Quatro demonstra um caráter totalmente diferente, o que a deixa intrigada e até um pouco desconfiada.
 Divergente trata não somente de assuntos como: romance ou ação, mas trata de política, ganancia e diferentes emoções e sentimentos que foram divididos em cinco facções diferentes que presam diferentes virtudes.

2 comentários:

MARCELO LENGRUBER disse...

Oi, como está?
Adorei a resenha.
Só faltou dar uma nota para o livro, já pensaram nisso?!
Divergente é VIDA!
Grande Abraço.

www.enquantoestavalendo.com

Raphael Hamano disse...

Ok Marcelo, vamos ver hsauhsaushau
Obrigado e que bom que gostou
E sim essa coisa é vida rsrsrs
Estou arrancando os cabelos por Insurgente