quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Jogos Vorazes - Suzanne Collins

Que a sorte esteja sempre a seu favor.

 Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?




Autora: Suzanne Collins
Editora: Rocco
Ano: 2010
Páginas: 400

 Em um futuro pós-guerra os EUA foi dividido em doze distritos comandados por uma capital. Depois que treze distritos enfrentaram a capital, e um dos distritos foi destruído a capital designou que anualmente seria sediado um reality show, denominado Jogos Vorazes, em que um garoto e uma garota de cada distrito seriam sorteados para que lutassem em uma arena até que restasse apenas um sobrevivente.

 Katniss Everdeen é uma garota de dezesseis anos que vive no distrito doze com sua mãe e sua irmã mais nova.

 Quando a sua irmã é sorteada para ser tributo feminino do distrito Katniss, em meio ao desespero, se oferece para ir em seu lugar.

 Quando os jogos começam Katniss quebra a maior das regras, ela acaba por se apaixonar pelo tributo masculino do seu distrito, Peeta, o que pode ajuda-lá a sobreviver na arena, ou mata-lá mais rápido.

 Como era de se esperar de uma distopia, Jogos Vorazes nos deixa bem aflitos com suas mortes e eventos que acabam abalando nosso psicológico. No quesito ferir seus sentimentos, Suzanne Collins não mede esforços para conseguir.

 A história nos surpreende do início ao fim, com uma protagonista corajosa e muitas vezes imprudente, mas não existe outro sentimento por Katniss se não amor incondicional.

 Muito bem escrito, Suzanne Collins soube aproveitar o que tinha em mãos, colocando os personagens no lugar certo na hora certa... Ou seria o contrário?

 Cada milimetro de letra escrito foi muito bem pensado. Assim como num jogo tudo nesse livro é bem orquestrado e trabalhado, não deixando nada faltar.

 Se algo me incomodou passou despercebido. 

 Se por algum motivo você ainda não leu Jogos Vorazes, LEIA! Garanto que é simplesmente fantástico.


                                      Resenha em vídeo Jogos Vorazes




Nenhum comentário: